Artes Indígenas no Brasil

DETALHE DO PRODUTO

Madeira: Piranheira
Tamanho produto: 13 x 121 x 3 cm

SOBRE O PRODUTO

Os grafismo para os povos indígenas, são adornos corporais carregados de simbologias e poder, pintados com tintas vegetais a base de Urucum e Jenipapo. Mas, esses grafismos vão além de seus corpos, também aparecem nos objetos confeccionados por eles.

Para os Mehinako, e maioria dos povos indígenas, os objetos possuem vida, por isso precisam carregar o grafismo carregado de significados e narrativas para o uso na aldeia!

Os remos são esculpidos em uma única peça de madeira piranheira e pintados com pigmentos naturais. São utilizados originalmente para locomoção dos indígenas em suas canoas para a pesca.

Entre as etnias do Xingú, cada povo é reconhecido por uma certa especialidade produtiva, que lhe permite participar desse sistema de trocas com as demais etnias. Essas trocas ocorrem geralmente em um encontro chamado “moitará”, onde são trocados desde objetos a especiarias.

POVO MEHINAKO

Os Mehinako vivem dentro do Parque Indígena do Xingu. Tem um sistema de comercialização, rituais, intercâmbios e intercasamentos bem definidos, o que os difere dos outros povos do parque, embora pelo convívio acabem assumindo características culturais um do outro.

FICHA TÉCNICA

Localização: Mato Grosso
População aproximada: 286 (Siasi/Sesae 2014)
Família Linguística: Aruak

REMO DE MADEIRA COM GRAFISMO - MEHINAKO

R$580,00
REMO DE MADEIRA COM GRAFISMO - MEHINAKO R$580,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • RETIRADA NA LOJA De segunda a sexta-feira, entre 10h e 16h. Endereço: Rua Tenente Francisco Antônio, 364 (Rua do Comércio), Centro Histórico, Paraty/RJ. Mais informações, 24 99326-1951.

    Grátis

DETALHE DO PRODUTO

Madeira: Piranheira
Tamanho produto: 13 x 121 x 3 cm

SOBRE O PRODUTO

Os grafismo para os povos indígenas, são adornos corporais carregados de simbologias e poder, pintados com tintas vegetais a base de Urucum e Jenipapo. Mas, esses grafismos vão além de seus corpos, também aparecem nos objetos confeccionados por eles.

Para os Mehinako, e maioria dos povos indígenas, os objetos possuem vida, por isso precisam carregar o grafismo carregado de significados e narrativas para o uso na aldeia!

Os remos são esculpidos em uma única peça de madeira piranheira e pintados com pigmentos naturais. São utilizados originalmente para locomoção dos indígenas em suas canoas para a pesca.

Entre as etnias do Xingú, cada povo é reconhecido por uma certa especialidade produtiva, que lhe permite participar desse sistema de trocas com as demais etnias. Essas trocas ocorrem geralmente em um encontro chamado “moitará”, onde são trocados desde objetos a especiarias.

POVO MEHINAKO

Os Mehinako vivem dentro do Parque Indígena do Xingu. Tem um sistema de comercialização, rituais, intercâmbios e intercasamentos bem definidos, o que os difere dos outros povos do parque, embora pelo convívio acabem assumindo características culturais um do outro.

FICHA TÉCNICA

Localização: Mato Grosso
População aproximada: 286 (Siasi/Sesae 2014)
Família Linguística: Aruak