C.A.N.O.A. - Centro de Artes Nativas Originárias das Américas

DETALHES DO PRODUTO
Material: tucum
Tamanho aproximado: 258 x 80 x 3 cm

Os Matis se autodenominam Mushabo, o que significa “os tatuados” ou Deshan Mikitbo que significa "gente que está a montante". O termo Matis foi dado por não índios e significa “ser humano” ou “pessoa”. São falantes da língua Matis que pertence à família linguística Pano e vivem no estado do Amazonas na Terra Indígena do Vale do Javari. A região abriga a maior concentração de povos indígenas isolados de todo mundo, e não é de hoje que essa terras são invadidas por não-indígenas para a evangelização e exploração de seus recursos naturais, fato este que que vem se agravando muito nos últimos anos.

O povo Matis acredita no espírito ancestral “Mariwin”, que são espíritos que vivem nas roças e crescem nas palmeiras nas antigas aldeias. Os Mariwins são um modelo estético e moral para os Matis. Eles se adornam com ossos e pequenas varetas que furam a pele da bochecha, lábios inferiores e nariz e fincam pequenas agulhas feitas de cascas de palmeiras. 

Matis
Localização: Amazonas
População aproximada: 457 (Siasi/Sesai, 2014)
Família Linguística: Pano

REDE DE TUCUM - MATIS

R$450,00
REDE DE TUCUM - MATIS R$450,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • RETIRADA NA LOJA De segunda a sexta-feira, entre 10h e 16h. Endereço: Rua Tenente Francisco Antônio, 364 (Rua do Comércio), Centro Histórico, Paraty/RJ. Mais informações, 24 99326-1951.

    Grátis

DETALHES DO PRODUTO
Material: tucum
Tamanho aproximado: 258 x 80 x 3 cm

Os Matis se autodenominam Mushabo, o que significa “os tatuados” ou Deshan Mikitbo que significa "gente que está a montante". O termo Matis foi dado por não índios e significa “ser humano” ou “pessoa”. São falantes da língua Matis que pertence à família linguística Pano e vivem no estado do Amazonas na Terra Indígena do Vale do Javari. A região abriga a maior concentração de povos indígenas isolados de todo mundo, e não é de hoje que essa terras são invadidas por não-indígenas para a evangelização e exploração de seus recursos naturais, fato este que que vem se agravando muito nos últimos anos.

O povo Matis acredita no espírito ancestral “Mariwin”, que são espíritos que vivem nas roças e crescem nas palmeiras nas antigas aldeias. Os Mariwins são um modelo estético e moral para os Matis. Eles se adornam com ossos e pequenas varetas que furam a pele da bochecha, lábios inferiores e nariz e fincam pequenas agulhas feitas de cascas de palmeiras. 

Matis
Localização: Amazonas
População aproximada: 457 (Siasi/Sesai, 2014)
Família Linguística: Pano