Artes Indígenas no Brasil

DETALHES DO PRODUTO

Material: Fibra de taquara
Tamanho aproximado: 48 x 4 x 48 cm
 
Peneira trançada com fibra natural de taquara. A taquara é um dos produtos florestais não madeiráveis resistentes, e de agricultura de subsistência, comum na região de Paraty/RJ. Uma peça que pode ser usada na decoração de paredes, ou em centros de mesas. Assim como na cultura indígena as comunidades tradicionais também tem a mandioca como base da sua alimentação. Após a colheita a mandioca é descascada, ralada, espremida no tipiti e torrada no tacho, para então ser peneirada.
 
Dona Cida é caiçara e vive na zona rural de Paraty. Especialista em trançados e cestarias, faz artefatos variados e de diversos tamanhos, dentre eles, luminárias, arandelas e o samburá (artefato utilizado para pesca, principalmente de camarão). A artesã é força e resistência da mulher caiçara, conhece a mata e se beneficia de forma sustentável da diversidade dos materiais ofertados pela natureza.

PENEIRA DE FIBRA NATURAL - PARATY

R$160,00
PENEIRA DE FIBRA NATURAL - PARATY R$160,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • RETIRADA NA LOJA De segunda a sexta-feira, entre 10h e 16h. Endereço: Rua Tenente Francisco Antônio, 364 (Rua do Comércio), Centro Histórico, Paraty/RJ. Mais informações, 24 99326-1951.

    Grátis

DETALHES DO PRODUTO

Material: Fibra de taquara
Tamanho aproximado: 48 x 4 x 48 cm
 
Peneira trançada com fibra natural de taquara. A taquara é um dos produtos florestais não madeiráveis resistentes, e de agricultura de subsistência, comum na região de Paraty/RJ. Uma peça que pode ser usada na decoração de paredes, ou em centros de mesas. Assim como na cultura indígena as comunidades tradicionais também tem a mandioca como base da sua alimentação. Após a colheita a mandioca é descascada, ralada, espremida no tipiti e torrada no tacho, para então ser peneirada.
 
Dona Cida é caiçara e vive na zona rural de Paraty. Especialista em trançados e cestarias, faz artefatos variados e de diversos tamanhos, dentre eles, luminárias, arandelas e o samburá (artefato utilizado para pesca, principalmente de camarão). A artesã é força e resistência da mulher caiçara, conhece a mata e se beneficia de forma sustentável da diversidade dos materiais ofertados pela natureza.