Artes Indígenas no Brasil

DETALHES DO PRODUTO
Material: Cerâmica
Tamanho aproximado: 17 x 13 x 22 cm

Panela de cerâmica com tampa com grafismo em negativo. As mulheres desta etnia precisam enfrentar longas caminhadas na mata para obter a matéria prima, que é um tipo de barro específico para este tipo de cerâmica.
 
A pintura em negativo é uma técnica na qual os grafismos permanecem da cor natural do barro, enquanto o resto da peça recebe a cor preta, resultado da técnica de defumação. Para atingirem esse efeito, as mulheres fazem os desenhos na cerâmica depois que a peça foi queimada. Elas usam várias camadas de argila misturada com água, que permanecem na peça temporariamente, e “protegem” o desenho da fumaça que virá depois. Após toda a peça ficar preta, as mulheres removem as camadas de argila, revelando assim os desenhos. 
 
Os Tukano são uma das 17 etnias que vivem às margens do Rio Uaupés e seus afluentes, é a etnia mais numerosa da família lingüística Tukano Oriental. 
As etnias que estão na região do Rio Uaupés são os Arapaso, Bará, Barasana, Desana, Karapanã, Kubeo, Makuna, Mirity-tapuya, Pira-tapuya, Siriano, Tariana, Tukano, Tuyuca, Kotiria, Tatuyo, Taiwano, Yuruti. 
 
Todos eles falam línguas da Família Tukano Oriental e participam de uma ampla rede de trocas, que incluem casamentos, rituais e comércio, compondo um conjunto sócio-cultural definido, comumente chamado de “sistema social do Uaupés/Pira-Paraná”.
 
Tukano
Autodenominação: Ye’pâ-masa ou Daséa
Localização: Amazonas, Colômbia e Venezuela
População Aproximada: 5731 (Siasi/Sesai, 2014) no Brasil
Família Linguística: Tukano

PANELA DE CERÂMICA - TUKANO

R$220,00
PANELA DE CERÂMICA - TUKANO R$220,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • RETIRADA NA LOJA De segunda a sexta-feira, entre 10h e 16h. Endereço: Rua Tenente Francisco Antônio, 364 (Rua do Comércio), Centro Histórico, Paraty/RJ. Mais informações, 24 99326-1951.

    Grátis

DETALHES DO PRODUTO
Material: Cerâmica
Tamanho aproximado: 17 x 13 x 22 cm

Panela de cerâmica com tampa com grafismo em negativo. As mulheres desta etnia precisam enfrentar longas caminhadas na mata para obter a matéria prima, que é um tipo de barro específico para este tipo de cerâmica.
 
A pintura em negativo é uma técnica na qual os grafismos permanecem da cor natural do barro, enquanto o resto da peça recebe a cor preta, resultado da técnica de defumação. Para atingirem esse efeito, as mulheres fazem os desenhos na cerâmica depois que a peça foi queimada. Elas usam várias camadas de argila misturada com água, que permanecem na peça temporariamente, e “protegem” o desenho da fumaça que virá depois. Após toda a peça ficar preta, as mulheres removem as camadas de argila, revelando assim os desenhos. 
 
Os Tukano são uma das 17 etnias que vivem às margens do Rio Uaupés e seus afluentes, é a etnia mais numerosa da família lingüística Tukano Oriental. 
As etnias que estão na região do Rio Uaupés são os Arapaso, Bará, Barasana, Desana, Karapanã, Kubeo, Makuna, Mirity-tapuya, Pira-tapuya, Siriano, Tariana, Tukano, Tuyuca, Kotiria, Tatuyo, Taiwano, Yuruti. 
 
Todos eles falam línguas da Família Tukano Oriental e participam de uma ampla rede de trocas, que incluem casamentos, rituais e comércio, compondo um conjunto sócio-cultural definido, comumente chamado de “sistema social do Uaupés/Pira-Paraná”.
 
Tukano
Autodenominação: Ye’pâ-masa ou Daséa
Localização: Amazonas, Colômbia e Venezuela
População Aproximada: 5731 (Siasi/Sesai, 2014) no Brasil
Família Linguística: Tukano