Artes Indígenas no Brasil

DETALHES DO PRODUTO
Material: Fibra de taquara e cipó
Tamanho aproximado:  30 x 28 x 30 cm
 
Samburá trançado com fibra de taquara e cipó com alças firmes. Utilizado na pesca tradicional e artesanal do camarão, também serve para levar o pescado para casa. Sua matéria-prima, taquara, é um produto florestal não madeireiro resistente e presente nas roças dos pequenos agricultores, comum na região de Paraty - RJ. Em casa pode ser usado como cesto utilitário e também na decoração de forma original. 
 
Dona Cida é caiçara e vive na zona rural de Paraty. Especialista em trançados e cestarias, faz artefatos variados e de diversos tamanhos, dentre eles, luminárias, arandelas e o samburá (artefato utilizado para pesca, principalmente de camarão). A artesã é força e resistência da mulher caiçara, conhece a mata e se beneficia de forma sustentável da diversidade dos materiais ofertados pela natureza.

CESTO DE CIPÓ E TAQUARA - PARATY

R$110,00
CESTO DE CIPÓ E TAQUARA - PARATY R$110,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • RETIRADA NA LOJA De segunda a sexta-feira, entre 10h e 16h. Endereço: Rua Tenente Francisco Antônio, 364 (Rua do Comércio), Centro Histórico, Paraty/RJ. Mais informações, 24 99326-1951.

    Grátis

DETALHES DO PRODUTO
Material: Fibra de taquara e cipó
Tamanho aproximado:  30 x 28 x 30 cm
 
Samburá trançado com fibra de taquara e cipó com alças firmes. Utilizado na pesca tradicional e artesanal do camarão, também serve para levar o pescado para casa. Sua matéria-prima, taquara, é um produto florestal não madeireiro resistente e presente nas roças dos pequenos agricultores, comum na região de Paraty - RJ. Em casa pode ser usado como cesto utilitário e também na decoração de forma original. 
 
Dona Cida é caiçara e vive na zona rural de Paraty. Especialista em trançados e cestarias, faz artefatos variados e de diversos tamanhos, dentre eles, luminárias, arandelas e o samburá (artefato utilizado para pesca, principalmente de camarão). A artesã é força e resistência da mulher caiçara, conhece a mata e se beneficia de forma sustentável da diversidade dos materiais ofertados pela natureza.