C.A.N.O.A. - Centro de Artes Nativas Originárias das Américas
DETALHES DO PRODUTO

Material: Fibra natural taboa
Tamanho aproximado:  18 x 18 x 18 cm

SOBRE O PRODUTO
 
Bolsa de fibra de taboa. Produzido no Quilombo do Campinho em Paraty - RJ, pela artesã Sueli. A taboa é uma planta aquática, bastante comum em regiões alagadas de brejos e manguezais. Após ser colhida, a taboa é desfiada e deve secar ao sol, para que não crie mofo e se torne maleável o suficiente para a confecção do artesanato.
 
Com mais de 20 anos de titulacao, o Quilombo do Campinho da independencia esta localizado na regiao da costa verde, dentro do município de Paraty e é referencia na luta quilombola. Foi o primeiro quilombo a ser titulado no estado do Rio de Janeiro. Sua historia de resistência teve inicio no final do seculo XIX com a luta de tres lideranças da comunidade: Antonica, Marcelina e Luiza. Apos a abolicao da escravatura, houve relativa decadencia das lavouras de cana-de-acucar e cafe, as propriedades abandonadas pelos fazendeiros foram divididas entre aqueles que ali trabalharam. A conquista da titulacao, 1 século depois, foi um marco para a luta do movimento negro e quilombola no Brasil.
 
O Campinho da Independência é também pioneiro no turismo de base comunitária, onde, além da produção artesanal, pode-se conhecer mais a fundo a cultura quilombola, sua gastronomia e as oficinas de jongo. 

BOLSA DE FIBRA DE TABOA - PARATY

R$65,00
BOLSA DE FIBRA DE TABOA - PARATY R$65,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • RETIRADA NA LOJA De segunda a sexta-feira, entre 10h e 16h. Endereço: Rua Tenente Francisco Antônio, 364 (Rua do Comércio), Centro Histórico, Paraty/RJ. Mais informações, 24 99326-1951.

    Grátis
DETALHES DO PRODUTO

Material: Fibra natural taboa
Tamanho aproximado:  18 x 18 x 18 cm

SOBRE O PRODUTO
 
Bolsa de fibra de taboa. Produzido no Quilombo do Campinho em Paraty - RJ, pela artesã Sueli. A taboa é uma planta aquática, bastante comum em regiões alagadas de brejos e manguezais. Após ser colhida, a taboa é desfiada e deve secar ao sol, para que não crie mofo e se torne maleável o suficiente para a confecção do artesanato.
 
Com mais de 20 anos de titulacao, o Quilombo do Campinho da independencia esta localizado na regiao da costa verde, dentro do município de Paraty e é referencia na luta quilombola. Foi o primeiro quilombo a ser titulado no estado do Rio de Janeiro. Sua historia de resistência teve inicio no final do seculo XIX com a luta de tres lideranças da comunidade: Antonica, Marcelina e Luiza. Apos a abolicao da escravatura, houve relativa decadencia das lavouras de cana-de-acucar e cafe, as propriedades abandonadas pelos fazendeiros foram divididas entre aqueles que ali trabalharam. A conquista da titulacao, 1 século depois, foi um marco para a luta do movimento negro e quilombola no Brasil.
 
O Campinho da Independência é também pioneiro no turismo de base comunitária, onde, além da produção artesanal, pode-se conhecer mais a fundo a cultura quilombola, sua gastronomia e as oficinas de jongo.