Artes Indígenas no Brasil
DETALHES DO PRODUTO
Madeira: Piranheira
Tamanho produto: 90 x 25 x 27 cm
Peso: 10 Kg
 
Banco em forma de tamanduá talhado sobre quatro pés num só bloco de madeira piranheira, pintado com tingimentos naturais e acabamento dos olhos em cera e concha de caramujo. As tintas usadas são preparos de urucum, jenipapo, entre outras substâncias e  as formas animais são inspiradas na diversidade da natureza que rodeia os Mehinako. Entre os indígenas, os bancos talhados em madeira destinam-se aos chefes, pajés e visitantes, sendo prerrogativa masculina. É também um objeto sagrado. Sentado no banco, o pajé faz o contato com o mundo sobrenatural, onde ele se eleva. Em muitas línguas indigenas a palavra banco tem a mesma raiz que outras palavras usadas para designar meios de transporte.
 
Os Mehinako vivem dentro do Parque Indígena do Xingu. Tem um sistema de comercialização, rituais, intercâmbios e intercasamentos bem definidos, o que os difere dos outros povos do parque, embora pelo convívio acabem assumindo características culturais um do outro.
 
Mehinako
Localização: Mato Grosso
População aproximada: 286 (Siasi/Sesae 2014)
Família Linguística: Aruak

BANCO DE MADEIRA TAMANDUÁ - MEHINAKO

R$3.600,00
BANCO DE MADEIRA TAMANDUÁ - MEHINAKO R$3.600,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • RETIRADA NA LOJA De segunda a sexta-feira, entre 10h e 16h. Endereço: Rua Tenente Francisco Antônio, 364 (Rua do Comércio), Centro Histórico, Paraty/RJ. Mais informações, 24 99326-1951.

    Grátis
DETALHES DO PRODUTO
Madeira: Piranheira
Tamanho produto: 90 x 25 x 27 cm
Peso: 10 Kg
 
Banco em forma de tamanduá talhado sobre quatro pés num só bloco de madeira piranheira, pintado com tingimentos naturais e acabamento dos olhos em cera e concha de caramujo. As tintas usadas são preparos de urucum, jenipapo, entre outras substâncias e  as formas animais são inspiradas na diversidade da natureza que rodeia os Mehinako. Entre os indígenas, os bancos talhados em madeira destinam-se aos chefes, pajés e visitantes, sendo prerrogativa masculina. É também um objeto sagrado. Sentado no banco, o pajé faz o contato com o mundo sobrenatural, onde ele se eleva. Em muitas línguas indigenas a palavra banco tem a mesma raiz que outras palavras usadas para designar meios de transporte.
 
Os Mehinako vivem dentro do Parque Indígena do Xingu. Tem um sistema de comercialização, rituais, intercâmbios e intercasamentos bem definidos, o que os difere dos outros povos do parque, embora pelo convívio acabem assumindo características culturais um do outro.
 
Mehinako
Localização: Mato Grosso
População aproximada: 286 (Siasi/Sesae 2014)
Família Linguística: Aruak