Artes Indígenas no Brasil

DETALHES DO PRODUTO

Material: Cipó de titica e pigmentos naturais
Tamanho aproximado: 29 x 13 x 29 cm

SOBRE O PRODUTO

O povo Yanomami vem aprimorando a arte do trançado. Os cesto mais conhecidos são os cargueiros: wii e o cesto raso xotehe ou xotó, na língua nativa Yanomami.  

A cestaria é uma arte confeccionada pelas mulheres e feitas com cipó de titica, a pigmentação dos cestos é feita com o jenipapo, urucum ou carvão. As peças são produzidas fortalecendo o conhecimento tradicional do povo. Cada cesto tem sua identidade, diferente de peças produzidas por molde padronizado.

Os detalhes feitos com um fio preto, é o "Perìsì". O fio resistente e brilhante, que muitos pensam ser plástico, é na verdade um fungo. A espécie foi descoberta pelas mulheres Yanomami e nomeada pela ciência no ano de 2019 de Marasmius yanomami em sua homenagem. Isso é apenas um dos motivos que torna a cestaria Yanomami especial. 

Observação: As cestarias pigmentadas podem desbotar o tingimento, é preciso tomar cuidado com o contato com água e tecidos. 

POVO YANOMAMI

Situado entre o Brasil e a Venezuela, o território Yanomami possui cerca de  192.000 km² e localiza-se na região entre os rios Orinoco e Amazonas (afluentes da margem direita do rio Branco e esquerda do rio Negro). Os Yanomami acreditam em um modelo autárquico de organização, ou seja, cada casa ou aldeia tem independência econômica e autonomia política. A etnia tem um grande conhecimento Botânico. O roçado é responsabilidade feminina, enquanto a caça é realizada pelos homens. Já a pesca é dividida de maneira igual entre os gêneros.

FICHA TÉCNICA

Localização: Amazonas, Roraima e Venezuela
População aproximada: 35.000 
Brasil: 22.000 - divididos em 228 comunidades
Venezuela: 13.000                         
Família linguística: Yanomami

BALAIO FIBRA NATURAL - YANOMAMI

R$135,00
BALAIO FIBRA NATURAL - YANOMAMI R$135,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • RETIRADA NA LOJA De segunda a sexta-feira, entre 10h e 16h. Endereço: Rua Tenente Francisco Antônio, 364 (Rua do Comércio), Centro Histórico, Paraty/RJ. Mais informações, 24 99326-1951.

    Grátis

DETALHES DO PRODUTO

Material: Cipó de titica e pigmentos naturais
Tamanho aproximado: 29 x 13 x 29 cm

SOBRE O PRODUTO

O povo Yanomami vem aprimorando a arte do trançado. Os cesto mais conhecidos são os cargueiros: wii e o cesto raso xotehe ou xotó, na língua nativa Yanomami.  

A cestaria é uma arte confeccionada pelas mulheres e feitas com cipó de titica, a pigmentação dos cestos é feita com o jenipapo, urucum ou carvão. As peças são produzidas fortalecendo o conhecimento tradicional do povo. Cada cesto tem sua identidade, diferente de peças produzidas por molde padronizado.

Os detalhes feitos com um fio preto, é o "Perìsì". O fio resistente e brilhante, que muitos pensam ser plástico, é na verdade um fungo. A espécie foi descoberta pelas mulheres Yanomami e nomeada pela ciência no ano de 2019 de Marasmius yanomami em sua homenagem. Isso é apenas um dos motivos que torna a cestaria Yanomami especial. 

Observação: As cestarias pigmentadas podem desbotar o tingimento, é preciso tomar cuidado com o contato com água e tecidos. 

POVO YANOMAMI

Situado entre o Brasil e a Venezuela, o território Yanomami possui cerca de  192.000 km² e localiza-se na região entre os rios Orinoco e Amazonas (afluentes da margem direita do rio Branco e esquerda do rio Negro). Os Yanomami acreditam em um modelo autárquico de organização, ou seja, cada casa ou aldeia tem independência econômica e autonomia política. A etnia tem um grande conhecimento Botânico. O roçado é responsabilidade feminina, enquanto a caça é realizada pelos homens. Já a pesca é dividida de maneira igual entre os gêneros.

FICHA TÉCNICA

Localização: Amazonas, Roraima e Venezuela
População aproximada: 35.000 
Brasil: 22.000 - divididos em 228 comunidades
Venezuela: 13.000                         
Família linguística: Yanomami